quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Ser Mulher...

Ser Mulher é ter plena consciência de que somos um género complexo, mas que há muito que contribui para exarcebar o pior em nós...

Lembro-me quando a Sofia Passos partilhou a seguinte receita:

Imagem retirada daqui
"Receita para criar uma Mulher Mandona/Resmungona:

Ingredientes:
- Uma cultura de culpa e vergonha
- Excesso de afazeres e sentido de responsabilidade
- Imagem cultural da mulher que aguenta tudo e mantém o seu ar plácido e cooperante

Preparação:
- Retirar famílias alargadas de qualidade
- Deixar apenas julgamentos de valor
- Colocar tudo isto na panela de pressão da vida comum, e aí as temos."

É assustadoramente simples, não?!? E isto é sem contar com as hormonas!!!


Mas adorei quando ela criou as Mães de Transição como resposta, como alternativa para a ausência de apoio familiar in loco, como solução para este grande problema.

Porque, mesmo quando não se é mãe de filhos, mas Mãe de Coração, ser Mãe de Transição faz todo o sentido e traz a partilha que as mulheres e, consequentemente, o mundo precisam!
E quando projectos bons crescem do convívio com Mães de ideias semelhantes, é fenomenal!!! :-)

Eu bem digo que o mundo só se endireita quando mulheres que sejam Mães de Coração mandarem nisto!

4 comentários:

  1. Concordo amiga, uma boa cooperação entre todos seria formidável! MAis ainda se houvesse essa cooperação entre sexos em todos os pontos da nossa vida... Pena que a nossa sociedade ainda divida muito, ainda haja muita atribuição de tarefas "exclusivamente" a cada um dos sexos, pendendo o prato da balança (ainda) muito para o nosso lado... Enfim!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cabe a todos nós, homens e mulheres, mudar isso, e é desde pequenino que isso deve surgir, e nós, mães de futuros homens, temos um grande papel nisso! :-)

      E 'bora lá dinamizar as MdTs da nossa zona! :-)

      Beijinhos e boa semana amiga!

      Eliminar
  2. Que venham estão essas Mães do coração e ponham isto tudo na ordem.
    Precisamos tanto!

    ResponderEliminar

Diga lá o que pensa...