sexta-feira, 27 de abril de 2012

Torre de Babel

Há alturas em que tudo encaixa direitinho, em que todos os tijolos encontram o seu lugar quase que por artes mágicas e a obra vai surgindo, crescendo, tornando sonhos mais elevados possíveis.
Há alturas em que a Torre de Babel cresce rápido, começamos a passar as nuvens e já quase conseguimos tocar as estrelas.

Imagem retirada daqui

Mas depois entram em cena os egos, os campos de força que impedem os corações e as almas de se tocar, as máscaras que nos fazem irreconhecíveis, os vernizes que estalam com qualquer contacto menos superficial, os caixotes que nos fazem ocupar mais espaço do que o necessário e manter distância demais do cerne das questões... e lá começa a torre a desmoronar por falta de comunicação, por falta de manutenção, pois deixa de ser importante a comunidade e o objectivo final de "fazer melhor para todos", indo cada um para seu lado...
Imagem retirada daqui

Há que ter a mente aberta, tolerar o que não se controla e trabalhar com as diferenças, pois é com a diferença que se evolui!!!
Imagem retirada da net
Que a água da sabedoria corra para o Rio e as vistas se alarguem!!! :-)

P.S.: Obrigada pela inspiração Fábrica de Histórias! :-)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Diga lá o que pensa...