sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

Será que fui rotulada?!?

Depois de andar a pesquisar 2 ou 3 blogs no bendito botão "Blogue seguinte", apercebi-me duma estranha coincidência: eram todos blogues de mães ou de famílias (escritos por mães)!!!
Só para tirar teimas carreguei mais 3 ou 4 vezes e, surpresa das surpresas, eram todos do mesmo género!!!

Cada vez menos acredito em coincidências, por isso acho isto extremamente inquietante... Será que o Blogger (site-hospedeiro destes blogs, incluindo o de moi même) me rotulou como mamã e só me mostra sites desse género?!?!?

Odeio rótulos, sempre odiei!!! Tudo bem que se dê importância às primeiras impressões, mas daí a rotular o people o caminho é muito longo e (deveria ser) tortuoso!
Sei que sou daquelas pessoas que, se gosta à 1ª é difícil deixar de o fazer; se não gosto, é mais fácil mudar para opinião positiva (o meu sistema de pontos sobe mais facilmente do que desce). Considerada ingénua por uns, já sofri desilusões q.b. por ser uma pessoa de "coração aberto", dada e, modéstia completamente à parte, simpática e atenciosa, mas também já fiz grandes amizades à custa disso. É o célebre "quem anda à chuva molha-se", só que quem não anda não sabe o quão bom é sentir as gotas de chuva a limpar-nos a alma, especialmente quando os dias cinzentos se sucedem e parecem não acabar, masmo que o Sol brilhe lá fora...
Sim, porque hoje 'tá um dia de Sol altamente (o 2º do ano) e, p'ra variar, surge alguma coisa que me prende em casa, quanto mais não seja o desânimo de ter o N. com pneumonia... Mas tudo se vai resolver e, quando ele perceber que não é o Super-Homem e um bocadinho de ajuda (e medicação bem tomada) é bom, as coisas voltam aos eixos!!!

É uma daquelas situações em que eu sei que não há coincidências: o facto de eu ter que sair 2 vezes hoje e, mesmo assim, não ficar tudo despachado (por falta de planeamento atempado) era desperdício de tempo e um risco para o L. por causa do frio, por isso a energia do Universo (Deus p'ra uns, Destino p'ra outros, Acaso para os mais cépticos) deixou-me drenada, sem ânimo para sair e, assim, farei as coisas melhor para a semana.
O Sun-Tzu é que tinha/tem (é intemporal!!!) razão: há que meditar fundo sobre tudo, considerar todas as variáveis e só depois é que se parte ao ataque (ou, no meu caso, a entregar os peluches extra na Maternidade, o garrafão das rolhas no sapateiro - o Sr. Ângelo entrega-as para se "transformarem" em cadeiras de rodas no centro de recolha - e as lembranças de Natal que faltam).
Quem disse que "A Arte da Guerra" não é coisa que uma mãe deva ler 'tava REDONDAMENTE enganado!!! Não só ajuda a estabelecer estratégias para enfrentar todos os desafios que se nos põem como mulheres, mães, companheiras e donas-de-casa, como tem umas dicas fixes sobre como manter o inimigo "distraído e interessado em locais não vitais e longe do nosso plano de ataque" - quem duvida que não é isto que as mães fazem sempre que há uma birra ou os putos pura e simplesmente não colaboram nalguma coisa?!?!?!?

Vou mas é visitar o blog do "Querido mudei a casa" a ver se ele me mostra sites de decoração e intervenção social. Da próxima vez escrevo uma mensagem erudita ou bué de científica só p'ra confundir!!! ;)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Diga lá o que pensa...